As últimas noticias afirmam que a euribor vai aumentar de forma significativa durante este ano. Existe mesmo alguns analistas que consideram que esta vá atingir os 2%.

É sem dúvida um sinal de alerta e todos os que contrataram crédito habitação recentemente estão mais sensíveis a eventuais aumentos da euribor até porque, contrataram spreads bem superiores ao praticados até então.

É óbvio que, se a euribor aumentar para valores próximos de 2008, existem ferramentas para contornar o aperto financeiro, como por exemplo, solicitar redução de spread, aumento de prazo ou até mesmo período de carência de capital.

Retirando o alerta da escalada da euribor focalize-mo-nos no estudo relativo a qual o melhor banco para crédito habitação e, à semelhança do nosso artigo sobre qual o melhor banco para crédito habitação de 50.000 euros, vamos adoptar os mesmos requisitos embora o valor de financiamento será de 100.000 euros.

Para este montante considerou dois estudos, sendo um para um rácio financiamento garantia de 50%, que poderá ser um situação muito pontual, e outro para um rácio de financiamento garantia de 80% que poderá representar grande parte dos pedidos para este valor.

DADOS DOS PROPONENTES

  • Proponentes: Casal, idade média 30 anos;
  • RANB (Rendimento Anual Nominal Bruto) : 30.000 euros;
  • Encargos com outros créditos: Não;
  • Vinculo laboral: Efetivos;
  • Conta Poupança Habitação: Não

DADOS DO PEDIDO DE CRÉDITO HABITAÇÃO

  • Finalidade: Aquisição de Habitação Própria Permanente;
  • Montante do financiamento: 100.000 euros;
  • Valor da Avaliação: 200.000 euros F/G=50%; 125.000 euros F/G= 80%;
  • Produtos Subscritos
    • Domiciliação de ordenados;
    • Seguro de Vida;
    • Seguro Habitação;
  • Prazo: 30 anos (360 meses)
  • Indexante: Eur3Meses

FINANCIAMENTO 100.000 EUROS – AVALIAÇÃO: 200.000 EUROS – F/G= 50%

Melhor Banco Crédito Habitação

CONSIDERAÇÕES

Tal como no artigo anterior novamente o Barclays e Montepio destacam-se em termos de spread apresentado um spread de 1,55%, todavia, analisando o custo efetivo do crédito habitação temos o Barclays com a melhor taxa anual efetiva.

No nosso estudo o BBVA apresenta a solução mais pesada para o cliente, não porque possui o spread maior mas porque apresenta um custo efetivo superior a todos os bancos do estudo.

FINANCIAMENTO 100.000 EUROS – AVALIAÇÃO: 125.000 EUROS – F/G= 80%

Melhor Banco Crédito Habitação

CONSIDERAÇÕES

Para um rácio financiamento garantia de 80% o Montepio destaca-se novamente com a melhor proposta para o nosso caso. Não é só melhor a nível de spread como também o é a nível de custo efetivo.

DICAS E RECOMENDAÇÕES

Efetivamente temos que considerar que os spreads praticados pela generalidade dos bancos são significativos.

Em média os bancos cobram mais de 2% de spread para um crédito habitação de 100.000 euros, significando que a taxa de juro nominal do crédito habitação rondará os 3,5%.

Se considerarmos as previsões da escalada da euribor, seguramente, no final de 2011 quem possuir um crédito habitação com spread de 2% estará a suportar 4% de taxa nominal e com previsão para aumentar no decorrer do ano 2012.

Será prudente que todos os novos proponentes no crédito habitação, acompanhem a euribor e a evolução desta nos próximos tempos, pois esta lhes dirá quando deverão agir junto dos bancos, renegociando as condições do crédito, nomeadamente o spread.

Até já…

Partilhar Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone